Pilates e a Gravidez

Ao longo da gravidez ocorrem mudanças emocionais, hormonais, mas também posturais.
À medida que a gestação avança, progridem também as alterações nas articulações, músculos e coluna vertebral.
Durante a gestação, o exercício físico favorece o sistema imunitário, ajuda a regular o peso, diminui a ansiedade, aumenta a consciência corporal e confere bem-estar à gestante e ao bebé.
A prática de Pilates tem sido cada vez mais adoptada por gestantes, uma vez que nesta fase todos os cuidados que permitam manter a mente e o corpo saudáveis são benéficos.
O Pilates é uma modalidade de baixo impacto, realizada no chão e pode ser praticada com ou sem o auxílio de equipamentos (nomeadamente a bola de fitness ou as bandas elásticas).
Para além de serem executados de forma lenta e controlada, os exercícios são coordenados pela respiração o que permite respeitar os limites e ritmos de cada grávida.


Outras das vantagens do Pilates para as gestantes são:

 - Trabalha a musculatura interna, prevenindo a incontinência urinária;
 - Reforça o pavilhão pélvico, preparando a grávida para o parto e fornecendo uma maior autoconsciência corporal (de forma a que se consiga concentrar nesta área durante o parto);
 - Melhorar a postura, ajudando a manter a coluna em posição neutra e retirando tensão das costas;
 - Ajuda a descontrair e a dormir melhor;
 - Ajuda a melhorar a circulação e a combater o aparecimento de varizes;
 - Minimiza os riscos de perda óssea, causada pelo estrogénio, a hormona feminina responsável pelo estímulo do crescimento dos ossos e textura da pele.

À partida, não existem contra-indicações para a prática de Pilates durante a gravidez. No entanto deve SEMPRE consultar o seu obstetra sobre a situação. E se não praticava Pilates antes de engravidar, deve aguardar o término do 1º trimestre da gestação para começar a prática.
No pós-parto o Pilates actua na tonificação do abdómen e na recuperação do soalho pélvico, recuperação e cicatrização mais rápidas. Se o parto for normal, deve aguardar um mês antes de voltar a praticar Pilates, e no caso de cesariana, deve aguardar dois meses antes de retomar a prática.
Enviar um comentário